Ler nas entrelinhas

Ler nas entrelinhas.
Apesar de ainda existirem cépticos, um assessment permite-nos “ler nas entrelinhas” e sobretudo ver objetivamente o que move o profissional, ainda que por vezes até para ele seja difícil reconhecer essas motivações adormecidas.

Neste caso, estamos perante um perfil cujos traços relevantes de personalidade estão centrados em processos intelectuais e de individuação, sendo que os primeiros indicadores que sugerem uma capacidade relacional e de influência sobre os outros estão posicionados em 10º e 9º respectivamente. O nos diz este assessment nas entrelinhas?

Se eu tenho um perfil cujo indicador relacional é a sua capacidade de comunicar eu não diria à partida que possui capacidades de socialização relevantes. Ainda que este talento esteja presente nos mais importantes ele cumpre um propósito diferente daquele que à partida assumiríamos, isto é saber comunicar argumentos, ideias ou conceitos que resultam da sua capacidade de ver os contextos organizacionais de forma ampla, mas também de alguma forma contribuir para motivar os outros a “iniciarem” acções de forma conjunta, afinal o indicador de “influência” é o charme. 😊

Continuar a ler Ler nas entrelinhas